segunda-feira, 22 de outubro de 2018

Os Nós da Decoração

Idéias de nós na decoração que vão dar um nó na sua cabeça!



      Nó celta, nó náutico, nó chinês, nó singela, nó de escada, nó de barril, nó de gravata, nó do cadarço, nó na garganta... Se eu for escrever sobre o Nó e sua história.. este post vai ficar imenso! (Prometo que no futuro me aprofundo no assunto)

Falar de nó é tipo isso!

      Todo mundo sabe que o nó é um método de apertar ou segurar um material linear - corda, barbante, etc - por amarração e entrelaçamento, utilizado desde civilizações antigas, até hoje por nós contemporâneos para mil umas coisas.
        Mas neste post, vou deixar algumas ideias super atuais de como o nós está sendo usado na decoração de sua casa!

Almofada Nó


       Eis o  "último grito" depor, que são as almofadas nós, que vcs podem comprar prontas ou fazer vcs mesmos!







Idéias  mil até a mais simples

encontre aqui
Tutorial porque a gente adora aprender coisinhas novas!


E essas meninas fofas ensinando a fazer a almofada com cola!? 

Se você vasculhar no youtube você pira!

Nó Stop Door




 Nó Moldura de Espelho


 Nó Segura Cortina



 Nó Porta Copos


 Nó Porta Talheres e Guardanapos




 Nó Cachepot




 Nó Macrame


O Macrame é um universo paralelo onde tudo é possível! Vou deixara aqui apenas algumas das infinitas idéias e possibilidades.



















Nó no Fio da Lâmpada



 Nó Tapete ou Centro de Mesa





DIY

Mais Tutorial!



by http://monsterscircus.com/2013/09/diy-monkey-tricks/











Materiais:
50x100cm de malha (tipo viscolycra) ou 8 pedaços de corda de aproximadamente 1m.
1 bowl ou vaso;
Fita métrica ou régua;
1 gancho para fixar na parede;
tesoura;

Como Fazer:

Separe o tecido e corte-o em tiras de aproximadamente 4cm. Você irá precisar de 8 tiras de 1m. Para deixa-las mais finas e resistentes estique-as com as duas mãos para as pontas enrolarem (imag 3). Depois junte todas as tiras e dê um nô na ponta (img 4). Separe então as tiras em pares e dê outro nó a aproximadamente 4 cm do nó grande (quanto menor o pote menor a distância, quanto maior o pote maior a distância). Depois é só unir mais 2 tiras isoladas, de forma que fechem um losango com espaço de 4 cm finalizado em um nó (imag 7). Você irá fazer isso até se recipiente ficar firme da rede tramada por você. Por ultimo dê um nó nas pontas restantes da parte de cima e prenda o gancho na parede usado uma furadeira. Ai é só pendurar seu vasinho no gancho e pronto!

 Curiosidades


O nó górdio

      O nó górdio foi um nó cuja história remonta ao século VIII A.C. Diz a lenda que o rei da Frígia morreu sem deixar herdeiros. E ao consultar o Oráculo, este lhe anunciou que o próximo rei chegaria à cidade num carro de bois. A profecia foi cumprida por um caponês, de nome Górdio, que foi coroado. Para não esquecer de seu passado humilde ele colocou a carroça, com a qual ganhou a coroa, no templo de Zeus e a amarrou com um nó a uma coluna - nó este impossível de desatar.
       Górdio reinou por muito tempo. Quando morreu, seu filho, Midas, assumiu o trono. Midas expandiu o império, porém morreu sem deixar herdeiros. O Oráculo foi ouvido novamente e declarou que quem desatasse o nó de Górdio dominaria toda a Ásia Menor.
       Quinhentos anos se passaram sem que ninguém conseguisse desatar o nó.
       Até que Alexandre, o Grande, ao passar pela Frígia ouviu a lenda e, intrigado com a questão, foi até o templo de Zeus observar o feito de Górdio. Após muito analisar, desembainhou sua espada e cortou o nó. Lenda ou não o fato é que Alexandre se tonou senhor de toda a Ásia Menor poucos anos depois.
       É daí também que deriva a expressão "cortar o nó górdio", que significa resolver um problema complexo de maneira simples e eficaz.
fonte: https://owlcation.com/humanities/Knot-Tying

sábado, 20 de outubro de 2018

Projeto Humanæ - Qual é a sua Verdadeira Cor?

"Humanæ é uma tentativa de reflexionar e mostrar as nossas verdadeiras cores, em vez do branco, vermelho, preto e amarelo associados a raça. É uma espécie de jogo para questionar, repensar e desestruturar nossos códigos"
Angélica Dass


       Angélica Dass que nasceu numa família multicolorida, quando entrou na escola, em uma aula de educação artística ouviu a esquisita expressão  "lápis cor da pele" designado para apenas UMA COR de pele, contrariando o que ela via diariamente: diversas cores e tons.

PS. Concordo totalmente com Angélica,  sempre achei uma coisa bem esquisita esse rótulo "lápis cor de pele", pois as cores das peles são inúmeras e nunca uma única cor pode sintetizar essa diversidade. É impossível. Lembro tb que meus coleguinhas ficavam confusos quando a professora falava pra usar o "lápis cor da pele" e eles nunca sabiam se era o bege ou o rosado, mas nunca o marrom ou o preto. Triste não? Ainda bem que as coisas estão mudando!

       Pensando sobre as cores das peles das pessoas, Angélica fez um inventário cromático usando como referência o sistema de cores PANTONE® -  um dos principais sistemas de classificação de cores representado por um código alfanumérico, que permitem recriar com precisão, qualquer tom em qualquer superfície.
       O bonito do projeto, é que ela procurou englobar praticamente todos: ricos, pobres, refugiados, aristocratas, crianças, desde recém nascido até alguém com doença terminal, pessoas com as mais variadas crenças,  deficiência física ou mental, identidades de gênero, etc. Todos somos Humanæ.

      
No TED Talks abaixo, você verá como ela chegou neste incrível projeto.




Um pouco das fotografias e o projeto todo está aqui

Projeto Humanæ - Angélica Dass 
Projeto Humanæ - Angélica Dass 

Projeto Humanæ - Angélica Dass 

Projeto Humanæ - Angélica Dass 

Projeto Humanæ - Angélica Dass 

Adicionar legenda

Angélica Dass - reGeneration3 from Musée de l'Elysée on Vimeo.



Sobre Angélica Dass e Projeto Humanæ


       "Angélica Dass é uma fotógrafa premiada que mora em Madri, na Espanha. Originalmente do Rio de Janeiro, Brasil, ela está bem ciente de como pequenas diferenças no tom da pele podem se transformar em grandes equívocos e estereótipos sobre raça. Ela é a criadora do internacionalmente aclamado Humanæ Project, uma coleção de retratos que revelam a diversidade de cores humanas. A iniciativa viajou para mais de 30 países em seis continentes - do Fórum Econômico Mundial em Davos às páginas da National Geographic - para promover o diálogo que desafia a maneira como pensamos sobre a cor da pele e a identidade étnica.

      Em 2016, sua carreira lança novas dimensões com seu TED Global Talk, confirmando o grande potencial de seu trabalho para ir além da fotografia, tornando-se uma ferramenta de mudança social, que promove o diálogo e desafia preconceitos culturais. Hoje, esta palestra do TED ultrapassa dois milhões de visualizações. Como parte da TED Residency 2018, ela apresenta sua nova palestra que será vista on-line em outubro de 2018.

      O trabalho de Angélica transcende os museus e encontra nas salas de aula um grande universo de trabalho. Ela amplia a mensagem educacional da Humanae através de colaborações institucionais em todo o mundo, como colaborações com conselhos municipais de diferentes cidades do País Basco, escolas de formação de professores em Madri, escolas secundárias na República Tcheca ou com a UNESCO e o governo do Chile. um impacto de mais de 50 mil alunos em uma semana. Ela também é uma oradora poderosa e inspiradora que lecionou em importantes organizações, como a Universidade de Salamanca, a Universidade de Bolonha, ou a UERJ - Rio de Janeiro; bem como o Congresso Internacional de Captação de Recursos - The Resource Alliance, na National Geographic e no World Economic Forum, como líder cultural. 

     Essa carreira leva Angélica a financiar o Instituto Humanae, uma plataforma educacional sem fins lucrativos com o objetivo de posicionar a diversidade como um valor no processo educacional. "1


Olha que máximo o resumo da Semana de Educação Artística 2018:




Semana de la Educación 2018 - ¿Color Piel? from Ministerio de las Culturas on Vimeo.



1.http://www.angelicadass.com/about/
http://semanaeducacionartistica.cultura.gob.cl

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Poema "No Meio do Caminhe" Declamado em 12 Idiomas!


Que delícia para os ouvidos!!!
O Instituto Moreira Salles produziu um vídeo com a leitura do adoravelmente triste poema de Carlos Drummond de Andrade  "No meio do caminho" em 12 idiomas:

Português
Inglês
Hebraico
Dinamarquês
Francês
Holandês
Italiano
Húngaro
Alemão
Latim
Espanhol
Tupi



Não é o máximo?!

..............................................................................................................................................................


(E essa tirinha abaixo eu achei geral!)



quinta-feira, 18 de outubro de 2018

O Choque do Novo - Excelente Documentário da BBC sobre Arte Moderna


The Shock of the New
     Hughes co-produzido, em associação com o produtor alemão Reiner Moritz e Lorna Pegram, a série da BBC composta de oito partes do Choque do Novo (1980) sobre o desenvolvimento da arte moderna desde os impressionistas. Foi acompanhado por um livro com o mesmo título. John O'Connor de The New York Times disse: "Concorda ou discorda, você não vai ficar entediado. O Sr. Hughes tem uma maneira de desarmar e de ser provocativo."


      O Documentário explica a arte com extrema clareza, seja voltando nossa atenção para detalhes especiais das telas de Braque e Picasso ou te puxando para Fernand Léger, os Futuristas e Marcel Duchamp.  O Choque do Novo é um guia brilhantemente ácido e crítico através da história do modernismo, tendo o cuidado de colocar a arte no contexto das novas tecnologias da época. 

Eis as partes: 

1. "The Mechanical Paradise," 

Série sobre o desenvolvimento da arte moderna de 1880 até o presente, apresentado por Robert Hughes. Como a tecnologia influenciou a arte entre 1880 e final da Primeira Guerra Mundial.

2. "The Powers That Be," 
Robert Hughes analisa a relação entre arte e autoridade, olhando para o dadaísmo e da arte de movimentos políticos como o fascismo eo comunismo soviético. Com obras de Marcel Duchamp, Max Ernst, Otto Dix e George Grosz.

3. "The Landscape of Pleasure," 
Robert Hughes analisa o relacionamento da arte com os prazeres da natureza, seu lugar neles e compreensão do homem deles. Com obras de Georges Seurat, Claude Monet, Paul Cézanne e Paul Gauguin.

4. "Trouble in Utopia,"
Esta edição lida com as aspirações ea realidade da arte em que vivemos, arquitetura.

5. "The Threshold of Liberty," 
Hughes analisa os surrealistas e suas tentativas de fazer arte sem restrições.

6. "The View From the Edge,"
Robert Hughes lida com os artistas que fizeram arte visual dos penhascos e vistas de seu mundo interno - os expressionistas, incluindo Van Gogh, De Kooning, Pollock e além.

7. "Culture as Nature,"
Robert Hughes vai Pop quando ele examina a arte que se refere ao mundo feita pelo homem que alimentava a própria cultura através de obras de Rauchenberg, Warhol e Lichtenstein.

8. "The Future That Was"
Robert Hughes desliza para baixo o declínio do modernismo e examina como os artistas têm lidado com a comercialização. Artistas incluem Bridget Reilly e David Hockney


Você irá encontrar todos os episódios no Youtube, inclusive com legendas em português! 

..............................................................................................................................................................


     Robert Hughes (1938 - 2012) crítico e historiador de arte conhecido não só por suas tiradas ácidas e sua crítica a arte moderna, como por escrever livros sobre tudo, desde Francisco Goya até a cultura americana de reclamações à cidade de Barcelona até a história de sua Austrália natal, também produziu, co-produziu e participou programas de televisão sobre tudo, de Caravaggio à arquitetura utópica e à Mona Lisa.
         Hughes é um nome fundamental para quem estuda e gosta de arte, procurem mais!




fonte: https://www.bbc.co.uk/programmes/b00dtkxv/episodes/guide