quinta-feira, 16 de agosto de 2018

“Stop the Violence" - François Robert




       "O esqueleto humano é um símbolo visual poderoso. Tem vindo a representar os “restos”, o que resta depois  que a vida terminou, depois que a carne e a mente deixam de funcionar. Em minhas fotografias, eu uso o esqueleto humano como elemento visual formal, o assunto da imagem. Desta forma, o esqueleto é tanto o protagonista e antagonista (a noção budista sobre, “a dualidade do homem” parece apt)."
                                                                                                                                   Tom Cvikota

       O fotógrafo e designer Fançois Robert teve a inusitada idéia de fazer uma releitura de símbolos icônicos relacionados a violência com ossos humanos, criando a série icônica Stop the Violence (Pare a Violência), que obviamente é uma crítica a diversos movimentos históricos da sociedade que mataram milhares de pessoas.

       Para realizar este meticuloso trabalho, Robert contatou uma empresa norte americana especializada em esqueletos desarticulados  e uma semana depois, recebeu 206 pedaços de corpo humano! Além dos símbolos, ele criou um alfabeto "ósseo", onde cada letra levou em média 1 dia para ser produzida.








        "Os seres humanos se envolvem em conflitos, os indivíduos constituem  exércitos e ciência humana cria armas. A mente humana uma vez em conflito pela política e pela emoção reage com o instinto de sobrevivência, de dominar e prevalecer. A mente controla as ações do corpo como um meio de auto-preservação. A carne e osso se tornam a manifestação da psique humana. Sem a mente, o corpo é meramente arquitetura, forma que não pode funcionar."
                                                                                                                                         Tom Cvikota








       "Para cada fotografia que eu desmontei o sistema modular do esqueleto e reconfigurei os elementos para formar uma nova imagem. Estas imagens são o homem feito. Imagens de agressão, imagens que causam sofrimento, devastação e conflito. Imagens e símbolos que sugerem uma consequência e, portanto, a função foi um aviso. Se as imagens puder providenciar um cauteloso momento de pausa enquanto nossa mente reconhece a sua história e importância, é a minha esperança de que essas imagens vão repercutir muito tempo após a exibição. 

       Pretendo estas com as imagens plantar a noção de contenção e de caridade em um esforço para promover a paz e a tolerância. 
       Simplificando,  tornar consequências irrelevantes, gera  anomalia para as gerações futuras.








Bônus:
O Alfabeto





             







                                   





Fontes: 
  • http://francoisrobertphotography.com
  • http://www.printmag.com/imprint/dem-bones/





Nenhum comentário:

Postar um comentário